sexta-feira, 7 de maio de 2010

ATIVIDADE SOBRE AFRICANIDADE







Os povos africanos não nos deixaram como herança somente a raça e também nos deixou costumes cultura e até algumas palavras.
Algumas palavras do nosso cotidiano que tem origem em Línguas Africanas:
caçula capenga chibata encabulado tocaia balela papear bagunça moleque quitute mochila xingar tanga cochilo cachaça cafuné fungar fubá quitanda dengo sunga
Dê o significado de algumas destas palavras;
Caçula_________________________________________
Bagunça_______________________________________
Moleque________________________________________
Quitute_________________________________________
Cochilo_______________________________________
Xingar_________________________________________
Mochila________________________________________


● ficar agitado
●bolsa pendurada nas costas
●filho mais novo
●falar palavras feias
●menino
●dormir um pouquinho
●comida gostosa
Lenga-lenga
Outro género cultivado em Cabo Verde com tendência para o esquecimento, diz respeito à geração infantil. Aqui encontramos as Cantigas de Roda e as Lenga-Lengas cantadas, ou em forma de jogos rítmicos, com percussão corporal. Quem não se lembra das lenga-lengas "Una duna trina catari­na barimbau são dez..." ou de "Doll in dol fatatitiná..." ou ainda da cantiga de roda "A vida do marujinho" dramatizada por tantas crianças, e muitas outras mais, que as deleitavam nas noites de luar em que a televisão não fazia parte das suas vidas, nas ilhas?
Quem não se lembra das lenga-lengas "Una duna trina catari­na barimbau são dez..." ou de "Doll in dol fatatitiná..." ou ainda da cantiga de roda "A vida do marujinho" dramatizada por tantas crianças, e muitas outras mais, que as deleitavam nas noites de luar em que a televisão não fazia parte das suas vidas, nas ilhas?
É verdade que muitos podem dizer, e têm dito, que elas não nos pertencem, porque são portuguesas e/ou de outra cultura. Porém acabaram por se tornar numa "coisa nossa". Foram adoptadas pelos nossos tetravós e bisavós e muitas delas foram recriadas como é o caso de "pirolito qui bate qui bate" à qual se acrescenta uma estrofe em crioulo. Tornaram-se nossas, tal como os instrumentos de corda que utilizamos para tocar a nossa música: o violão, o violino, o cavaquinho, etc, que vieram de fora e que acabaram por ser perfilhados.

A Casa do João
Aqui está a casaque fez o João.Aqui está o saco do grão e feijãoque estava na casaque fez o João.Aqui está o ratoque furou o saco de grão e feijãoque estava na casaque fez o João.Aqui está o gatoque comeu o ratoque furou o saco de grão e feijãoque estava na casaque fez o João.Aqui está o cãoque mordeu o gatoque comeu o ratoque furou o saco de grão e feijãoque estava na casa que fez o João.

Leia a lengalenga africana:
O que está...
O que está na varanda?Uma fita de ganga.O que está na janela?Uma fita amarela.O que está no poço?Uma casca de tremoço.O que está na pia?Uma casca de melancia.O que está na chaminé?Um gato a coçar o pé.O que está na rua?Uma espada nua.O que está atrás da porta?Uma velha morta.O que está no ninho?Um passarinho.Dá-lhe bolachas e deixa-o quentinho.
Lê a lengalenga africana:
O QUE ESTÁ...
O QUE ESTÁ NA VARANDA?UMA FITA DE GANGA.O QUE ESTÁ NA JANELA?UMA FITA AMARELA.O QUE ESTÁ NO POÇO?UMA CASCA DE TREMOÇO.O QUE ESTÁ NA PIA?UMA CASCA DE MELANCIA.O QUE ESTÁ NA CHAMINÉ?UM GATO A COÇAR O PÉ.O QUE ESTÁ NA RUA?UMA ESPADA NUA.O QUE ESTÁ ATRÁS DA PORTA?UMA VELHA MORTA.O QUE ESTÁ NO NINHO?UM PASSARINHO.DÁ-LHE BOLACHAS E DEIXA-O QUENTINHO.
BRINCANDO DE RIMAR COMO NAS LENGALENGAS:

TU CONHECES A CAROL?
AQUELA QUE PISOU NO _____________________________

TU CONHECES A LUCIMAR?
AQUELA QUE NÃO GOSTA DE ___________________________

TU CONHECES O JOÃO?
AQUELE QUE LHE DEU UM ___________________________

TU CONHECES O RODRIGO?
AQUELE QUE COÇOU SEU ___________________________

BELISCÃO CANTAR


UMBIGO CARACOL
BELISCÃO CANTAR
UMBIGO CARACOL

Por que o povo brasileiro é tão heterogêneo?










Processo de formação do povo brasileiro.

O QUE É ETNIA

Grupos étnicos: grupos de pessoas que se identificam por compartilhar elementos culturais ou raciais comuns. A etnicidade se define, assim tanto por aqueles que se incluem como por aqueles que são excluídos. Por isso, pode-se dizer que a etnicidade e os grupos étnicos não são entidades fixas; eles dependem das relações entre os diferentes grupos, pois as pessoas sentem que "pertencem" a determinado grupo ou cultura tanto pelo que tem em comum com outros membros do mesmo grupo quanto pelas diferenças em relação aos membros de outros grupos.

O que é Raça

Raça: termo impreciso, associado à divisão da humanidade em diferentes grupos populacionais de acordo com o critério da descendência biológica comum ( real ou suposta). Cada raça, seria, portanto identificável segundo um conjunto de características físicas, como a cor da pele ou do cabelo, o formato dos olhos ou nariz etç., herdados de um grupo ancestral de origens geográficas bem determinadas. A noção de raça como forma de classificação rígida ou sistema genético foi quase inteiramente abandonada e atualmente se reconhece que as raças humanas são subdivisões relativas de uma espécie, que migraram e miscigenaram-se ao longo da história da humanidade.


Mistura de Raças

No Brasil existem brasileiros brancos, negros, mulatos, índios, descendentes de europeus, africanos e asiáticos, ricos e pobres moradores nas zonas urbanas ou rurais.
Existem muitas diferenças e desigualdades entre nós, uma delas é a cor da pele, jeito do cabelo ou formato dos olhos. Essas diferenças são resultantes da miscigenação que aconteceu ao longo da história. Outra diferença, está na cultura dos diversos grupos e regiões do nosso país que são refletidas na arte, música, literatura, nas festas populares e na religião .
As desigualdades sociais, são grandes, pois refletem a pobreza e a falta de oportunidade à educação e ao trabalho por grande parte da população. O índice de analfabetismo, ainda , é muito elevado na população mais carente. De acordo com a nossa Constituição, todos nós somos iguais, sem distinção de raça, cor, crença religiosa e situação social. Mas, a realidade social nem sempre corresponde com as leis.
Exemplos disso é questão da educação e da saúde, onde brasileiros mais ricos podem ter acesso a escolas e hospitais com mais recursos.
O racismo é mascarado; um exemplo disso, é o fato de cargos elevados em empresas serem ocupados minoritariamente por negros e mulatos.

(Castro, Mirna de. Geografia e História)

Um comentário: