sexta-feira, 23 de abril de 2010

DIA DO LIVRO...ATIVIDADES














































6 comentários:

  1. PROJETO DIA DO LIVRO INFANTIL
    "Um país se faz com homens e livros".Monteiro Lobato
    O desenvolvimento de atividades relacionadas ao dia do escritor e ao dia do livro reside, sem dúvida, na importância das informações e no prazer que a leitura proporciona a todos. Relacionar essas duas datas é bastante adequado, uma vez que o livro não existe sem o escritor.
    O Dia Nacional do Livro é comemorado em 29 de outubro. Essa data foi escolhida para a comemoração, considerando-se a data da fundação da Biblioteca Nacional (29/10/1810), por D. João VI. O grande acontecimento permitiu a popularização do livro, tornando mais fácil o acesso à leitura.
    Além das datas já citadas, é fundamental lembrar que o dia 18 de abril foi escolhido para comemorar o Dia do Livro Infantil, por ser esse o dia do nascimento de Monteiro Lobato, um dos precursores da obra literária infantil no Brasil.
    JUSTIFICATIVA:
    Antes de iniciar qualquer atividade sobre as datas em questão, necessário se faz contextualizá-las, buscando explicar o motivo de seu surgimento, isso faz com que os alunos percebam a importância de se lembrar fatos marcantes da história do País.As sugestões de atividades que seguem, encontram-se separadas por níveis de ensino, mas isso não impede que o professor as adapte para qualquer uma das faixas etárias, ou ainda, realize apenas parte delas.
    Objetivos:
    -Promover momentos bastante estimulantes de contato com os livros.
    -Organizar um ambiente bastante acolhedor, com tapetes e almofadas, para que as crianças sintam-se bem à vontade e confortáveis.
    - Solicitar aos alunos que, no dia determinado, tragam de casa uma almofada de que gostam muito, para ser utilizada nesta atividade.
    - Informar o por quê da comemoração do Dia do Livro Infantil e provocar o conhecimento sobre Monteiro Lobato e sua obra.
    Obs: O professor poderá organizar um círculo, a "Roda da leitura", na qual as crianças sentadas confortavelmente ouvirão histórias. Caberá ao professor destacar as informações fundamentais sobre o livro, tais como autor, ilustrador, título, explorando primeiramente a capa. Questionar a turma sobre o que imaginam sobre a história a partir do título, da ilustração da capa, etc.

    ResponderExcluir
  2. Atividades para Educação Infantil e Séries Iniciais:
    Atividade 1: Uma variante possível é deixar que as crianças que já sabem ler, realizem a leitura ou contem uma história de um livro lido pela família. É importante que os livros sejam sempre mostrados aos alunos, mesmo que ainda não dominem a leitura.
    Atividade 2: Outra possibilidade é o trabalho com livros que trazem apenas ilustrações e cujas histórias são criadas pelas próprias crianças. Isso poderá ser feito na Roda da Leitura, ou ainda em duplas, quando um aluno contará a história para outro colega e vice-versa.
    Obs: Aproveite o programa diário "Sítio do Pica-pau Amarelo", baseado na obra de Monteiro Lobato, e questione os alunos sobre os personagens, o cenário onde as histórias se desenvolvem.
    Se for possível providenciar alguns episódios da primeira versão do programa, passe-os para a turma e, na sequência, mostre um episódio atual. Solicite que observem as semelhanças e diferenças. Solicite que verifiquem se, em suas casas, há alguma obra infantil de Monteiro Lobato e tragam para a escola. Procure levar o maior número possível de obras para mostrá-las aos alunos. Não esqueça de explicar quem foi Monteiro Lobato e qual sua importância para a literatura.
    Atividade 3: Faça uma enquete a fim de verificar qual o personagem preferido pela turma, ou ainda deixe que os alunos perguntem aos colegas de outras turmas. Após o resultado final, determine o dia do personagem mais votado. Nesse dia, os alunos deverão se caracterizar da maneira mais semelhante ao personagem criado por Monteiro Lobato. Não esqueça de fotografar as crianças para discutir com elas as várias formas encontradas para a caracterização.
    Atividade 4: Leve os alunos à biblioteca, a fim de que procurem livros com esses personagens. É importante que o professor verifique antecipadamente a existência dos livros ou providencie-os em outras bibliotecas.

    Artes (Atividade 5):Após ler as histórias, proponha aos alunos a confecção dos personagens com massa de modelar, argila, desenhos livres, pinturas, recortes bonecos com rostos de balões.

    ResponderExcluir
  3. Atividade 6:Trabalhar com a música Ler é preciso, de Helena Cabral (no CD).
    Atividade 7 : montar os personagens.
    Atividade 8: Pontilhados (desenhos da Turma do Sítio)
    Atividade 9: Máscaras Emília e Pedrinho.

    Atividades para Ensino Fundamental – 1o a 9 o ano
    - Promova visitas a livrarias e a bibliotecas de grande porte que existam na cidade ou região. É fundamental que se verifique antes se há alguma programação especial, agendar a visita e o transporte com a Direção da escola.
    Obs: Realize uma visita planejada, com instrutores dos próprios locais e, se possível, oriente seus alunos a se cadastrarem na biblioteca, a fim de que possam realizar empréstimos posteriores. Nas livrarias, os alunos poderão realizar um levantamento de preços de alguns livros que mais lhes chamaram a atenção e posteriormente voltarem com os pais para a aquisição. A visita a livrarias e bibliotecas deve iniciar o mais cedo possível, pois, dessa forma, se desenvolverá o hábito da frequência a esses locais. Não esqueça de enviar um bilhete aos pais comunicando a saída.
    - Explique aos alunos que, com o advento da Internet, alguns livros passaram a ser divulgados virtualmente, os chamados e-books. Oriente-os que acessem alguns dos endereços sugeridos a seguir, observando com atenção os personagens, o enredo, conhecendo os autores, etc.
    - O reconhecimento dos ambientes onde se desenvolve uma história são fundamentais para a posterior criação de novas histórias. Além dos ambientes, também a caracterização dos personagens é parte do processo de criação.

    ResponderExcluir
  4. Séries Finais:
    - Pesquisa a um acervo que contenha obras de Monteiro Lobato (Biblioteca da Unijuí, Biblioteca da P.M. de Ijuí).

    Atividade 1 (Séries Iniciais):
    Proponha aos alunos que pesquisem na biblioteca da escola ou em casa, livros que possuam um mesmo personagem (bruxas, princesas, mães, animais, monstros, etc.) e determinem as características comuns a cada um desses personagens.
    A seguir, oriente-os para que escolham um desses personagens e criem novas características para ele.
    O personagem deverá ser representado por meio de desenhos, ou confeccionado com material de sucata.
    Para encerrar, os alunos deverão criar uma história com esse personagem, ilustrando-a de acordo com as situações descritas, observando as expressões faciais dos personagens. Essas histórias deverão compor um livro coletivo da turma, que poderá ser reproduzido para ser entregue aos pais e amigos.
    Para a entrega, organize uma sessão de autógrafos, em que os alunos assinam sua obra e fazem uma dedicatória aos visitantes. Esta atividade, além de estimular a leitura, faz com que os alunos percebam que todos podem ser escritores.

    Atividade 2 (Séries Iniciais)::
    - Proponha aos alunos a confecção de marcadores de livros, com materiais diversos e diferentes técnicas (dobradura, pintura, recorte e colagem de papéis, barbantes, ilustrações, EVA, etc.).

    Atividade 3: Livrinho do Sítio.
    Atividade 4: Caça-Palavras.

    Séries Iniciais e Português:

    Atividade 5 e 6: Texto informativo sobre Monteiro Lobato (leitura e interpretação oral).
    - Minibiografia poética.

    ResponderExcluir
  5. TURMA DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO
    DONA BENTA: VÓ DE PEDRINHO E NARIZINHO, DONA DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO. DONA BENTA É UMA EXPERT EM GEOGRAFIA, ADORA CONTAR HISTÓRIA PARA SEUS NETOS, QUE COM MUITA ATENÇÃO E IMAGINAÇÃO OUVEM MARAVILHADOS.
    NARIZINHO É O APELIDO CARINHOSO DE LÚCIA, NETA DE DONA BENTA. O MOTIVO DO APELIDO FOI SEU NARIZ ARREBITADO. NARIZINHO AO CONTRÁRIO DE PEDRINHO, SEU PRIMO, MORAVA COM DONA BENTA NO SÍTIO. JÁ PEDRINHO SÓ APARECIA NO SÍTIO NAS FÉRIAS, DIA QUE EMÍLIA CONTAVA NOS DEDOS PARA QUE CHEGASSE LOGO, POIS A PRESENÇA DE PEDRINHO É SINÔNIMO DE MUITAS AVENTURAS.
    PEDRINHO, O NETO QUERIDO DE DONA BENTA E O PRIMO QUERIDO DE NARIZINHO. MENINO EDUCADO NA CIDADE TEM UM GRANDE CORAÇÃO. DESTEMIDO, PEDRINHO ADORA PASSAR AS FÉRIAS NO SÍTIO, ONDE VIVE GRANDES AVENTURAS NA TERRA DO FAZ DE CONTA, EMBALADAS PELAS HISTÓRIAS CONTADAS POR DONA BENTA, QUE SÃO SEMPRE REGADAS COM OS QUITUTES DE TIA NASTÁCIA.
    TIA ANASTÁCIA: TRABALHA NO SÍTIO DA DONA BENTA E AJUDA A CRIAR PEDRINHO E NARIZINHO, FOI TAMBÉM A CRIADORA DA IRREVERENTE E TAGARELA BONECA EMÍLIA. FAZ BOLINHOS E ROSQUINHAS DE POLVILHOS QUE SÃO DELÍCIAS SABOREADAS PELA FAMÍLIA E AMIGOS. É UMA EXCELENTE CONTADORA DE HITÓRIAS.
    EMÍLIA A BONECA DE PANO, TRAQUINA E IRREVERENTE, CRIADA POR TIA ANASTÁCIA,TEM OS OLHOS PRETOS E SOMBRANCELHAS LEVANTADAS. FOI DOUTOR CARAMUJO QUE INVENTOU A PÍLULA DA FALA FAZENDO COM QUE A BONECA VIRASSE UMA MATRACA. METIDA A FILÓSOFA, EMÍLIA ACREDITAVA QUE "A VERDADE É UMA ESPÉCIE DE MENTIRA BEM PREGADA DAS QUE NINGUÉM DESCONFIA".
    CUCA: É UMA BRUXA VELHA COM CARA DE JACARÉ E GARRAS NOS DEDOS. MORA EM UMA CAVERNA E ADORA FAZER MAGIAS E ENCANTOS. NUNCA DORME, OU MELHOR, DORME UMA NOITE A CADA SETE ANOS E QUANDO FICA BRAVA, URRA DE RAIVA E SEUS GRITOS SÃO OUVIDOS A DISTÂNCIA.
    VISCONDE DE SABUGOSA: UM BONECO FEITO DE SABUGO DE MILHO, COM CARTOLA NA CABEÇA E UM SINAL DE COROA NA TESTA. O VERDADEIRO SÁBIO DO SÍTIO QUE DE TANTO ESTUDAR, UM DIA, QUASE MORREU EMPANTURRADO DE ÁLGEBRA. SEU PASSATEMPO É ENSINAR GEOGRAFIA E GEOLOGIA PARA A TURMINHA DO SÍTIO. FOI O VISCONDE QUE AJUDOU A DESCOBRIR PETRÓLEO NAS TERRAS DO SÍTIO.
    SACI É UM MENINO DE UMA PERNA SÓ, MUITO PERALTA QUE APRONTA TODAS AS TRAVESSURAS POSSÍVEIS NO SÍTIO, DESDE ASSUSTAR ANIMAIS NO PASTO, ATÉ ASSOMBRAR TIA NASTÁCIA.UM DIA PEDRINHO, ORIENTADO POR UM CABOCLO, APRENDEU QUE COM UMA PENEIRA E UMA GARRAFA CONSEGUERIA PRENDER O SACI, E ASSIM O FEZ. COM O PASSAR DO TEMPO PEDRINHO FICOU AMIGO DO SACI, QUE LHE ENSINA MUITOS SEGREDOS DA FLORESTA, E O SOLTA.

    ResponderExcluir
  6. A PÍLULA FALANTE
    ( Monteiro Lobato)
    Estavam no sítio de Dona Benta outra vez. Narizinho correu para casa. Assim que a viu entrar, Dona Benta foi dizendo:
    - Onde se viu uma menina do seu tamanho andar com uma boneca só de fraldas?
    - Culpa dela, Dona Benta! Narizinho tirou minha saia para vestir o sapão rajado – disse Emília falando pela primeira vez depois que chegara ao sítio.
    Tamanho susto levou Dona Benta, que por um triz não caiu de sua cadeira. De olhos arregaladíssimos, gritou para a cozinha:
    - Corra, Nastácia! Venha ver este fenômeno...
    A negra apareceu na sala, enxugando as mãos no avental.
    - Que é, sinhá? – perguntou.
    - A boneca de Narizinho está falando !...
    A boa negra deu uma risada gostosa.
    - Impossível, sinhá! Isso é coisa que nunca se viu. Narizinho está mangando com você.
    - Mangando o seu nariz ! – gritou Emília furiosa. – Falo, sim, e hei de falar. Eu não falava porque era muda, mas o doutor Cara de Coruja me deu uma bolinha de barriga de sapo e eu engoli e fiquei falando e hei de falar a vida inteira, sabe?
    A negra abriu a maior boca do mundo.
    - E fala mesmo, sinhá ! ... – Exclamou no auge do assombro. - Fala que nem gente ! Credo ! O mundo está perdido ...
    Trecho do livro Reinações de Narizinho.

    ResponderExcluir