terça-feira, 20 de abril de 2010

HABILIDADES E COMPETENCIAS QUE PODEM AUXILIAR NA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DESCRITIVO

Habilidades na Área de Linguagem

-Na Linguagem Oral
• Ouve com atenção seu interlocutor, sabe realizar escuta ativa
• Discrimina auditivamente os elementos expressivos da fala em presença,à distancia ou em mensagens gravadas
• Executa tarefas a parir de instruções orais
• Avalia criticamente mensagens recebidas através dos diversos meios de comunicação;
• Responde adequadamente ás mensagens recebidas;
• Expressa-se oralmente adequando a linguagem à situação de produção ao interlocutor a aos objetivos
-Demonstra capacidade de produzir diferentes tipos de discursos orais:
• Narrando fatos, cenas presenciadas.
• Descrevendo com propriedade pessoas objetos situações
• Discorrendo sobre um tema proposto
• Fazendo síntese de um discurso ouvido
• Dando instruções com clareza e precisão
Reproduz e transmite com fidelidade diferentes tipos de mensagens: ouvidas, lidas, transmitidas pelos vários meios de comunicação

Na Leitura
• Reconhece os vários tipos de textos e suas funções com base em características como: formato, titulo, portador do texto, conteúdo.
• Lê reconhecendo automaticamente as palavras
-Lê e compreende textos:
• Identificando as idéias principais e secundarias construindo significados;
• Localizando informações
• Fazendo inferências
• Deduzindo ou elaborando o significado de vocábulos desconhecidos
• Resumindo coerentemente o texto lido
• Interpretando informações sucessivas, agrupando-as e sintetizando-as
• Tirando conclusões
• Avaliando criticamente
• Situando no seu momento histórico e sócio político de sua produção
-Produz textos orais e escritos diversificados considerando as tendências previstas pela diferentes tipologias textuais;

- produz textos coerentes, logicamente bem formados;
- escreve usando adequadamente a pontuação
- escreve usando adequadamente a linguagem figurada;
- Escrever utilizando adequadamente a língua padrão
- diferencia um texto em registro formal de outro com registro não formal;
- identifica temas pertencentes a uma família lexical
- reconhece mecanismo básico de concordância nominal e verbal;
-reconhece que o aprendizado de uma mais uma língua lhe possibilita o acesso a bens culturais da humanidade construídos em outras partes do mundo
- consegue construir consciência lingüística e consciência critica dos usos que faz da língua estrangeira que está aprendendo
- utiliza outras habilidades comunicativas de modos a poder atuar em situações diversas;
-vivencia experiências de comunicação humana pelo uso da língua estrangeira no que se refere a nova maneira de se expressar e ver o mundo;

SUGESTÕES DE PALAVRAS E EXPRESSÕES PARA USO EM RELATÓRIOS


VOCÊ PENSA: VOCÊ ESCREVE NO RELATÓRIO DESCRITIVO

O aluno não sabe: O aluno não adquiriu os conceitos, está em fase de aprendizado.
Não tem limites: Apresenta dificuldades de auto-regulação, pois...
É nervoso: Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio no ambiente escolar, pois...
Tem o costume de roubar... Apresenta dificuldades de autocontrole quando...
É agressivo: Demonstra agressividade em situações de conflito;
Usa de meios físicos para alcançar o que deseja.
É bagunceiro, relaxado, descuidado: Ainda não desenvolveu hábitos próprios de higiene e de cuidados com seus pertences.
Não sabe nada Aprendeu algumas noções, mas necessita desenvolver...
Possui pouca atenção da família: Aparenta ser desassistido pela família, pois...
É desobediente: Costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos; Tem dificuldades em cumprir regras...

É apático, distraído: Ainda não demonstra interesse em participar das atividades propostas; Muitas vezes parece se desligar da realidade, envolvido em seus pensamentos.
É mentiroso: Costuma utilizar inverdades para justificar seus atos ou relatar as atitudes dos colegas.
É fofoqueiro: Costuma se preocupar com os hábitos e atitudes dos colegas.
É dependente :É muito afetuoso; demonstra constantemente seu carinho...
É dissimulado: Em situações de conflito coloca-se como espectador , mesmo quando está clara a sua participação.
É preguiçoso: Não realiza as tarefas, aparentando desânimo e cansaço , porém, participa de brincadeiras e outras atividades.
É mimado: Aparenta desejar atenções diferenciadas para si, solicitando que sejam feitas todas as suas vontades.
"É deprimido, isolado, anti-social" :Evita o contato e o diálogo com colegas e professores preferindo permanecer sozinho; Ainda não desenvolveu hábitos e atitudes próprias do convívio social.

É tagarela: Costuma falar mais do que o necessário, não respeitando os momentos em que o grupo necessita de silêncio.
Tem a "boca suja": Utiliza-se de palavras pouco cordiais para repelir ou afrontar.
Possui distúrbio de comportamento Apresenta comportamento fora do comum para sua idade e para a convivência em grupo, tais como...
É egoísta Ainda não sabe dividir o espaço e os materiais de forma coletiva.


OBSERVAÇÕES:
É importante considerar, na construção do relatório os seguintes critérios:

• A avaliação deve sempre enfatizar os avanços e não apenas os fracassos. Registrar o que o aluno conseguiu e em que progrediu;
• Valorizar e registrar o desenvolvimento sócio-afetivo como: participação, solidariedade, posicionamento, sentimentos.
• É preciso registrar a participação do aluno nos projetos desenvolvidos no bimestre;
• Deve-se proceder relação com o registro anterior ;
• Diversificar a redação de um aluno para o outro, buscando ser fiel em suas colocações.

Um comentário: